quarta-feira, 14 de setembro de 2016

DIÁRIOS DE UMA MÃE COM H 3

Crescendo 1
  Anita Souza.  

As vezes olho meu filho
 e imagino que tipo 
de homem ele será.


 será que que vai ser do tipo que quebra o coração das mulheres, conquistador ou romântico, casado ou eterno solteiro

 Se vai ser medico ou, apesar de eu supor pela paixão por numeros e montar coisas, será engenheiro. Mas não sei, entre o véu da realidade e do sonho, as vezes espio meu filho próximo de completar dois anos, vejo um homem.  


Esse dias me peguei a imaginar que pela sua personalidade provavelmente ele vá pegar seu isopor e gritar - "Mãe to indo buscar o fator mais tarde do de volta vou da um pulo na galeria do rock é rápido beijo mãe!!" 

 Sempre imagino meu filho assim, alegre forte como ele é, as vezes genioso.  Jorge pra mim nasceu grande , predestinado  para ser o meu maior professor , hoje uma senhora no hemocentro me olhava e me dizia o meu já tem 35 anos, seus olhos diziam "vai ficar tudo bem",  a doçura dela me encantou e fez mais uma vez reverberar em meu coração que tudo vai ser com deve ser , espero ver o meu homem, forte e lindo, ensinando ao mundo que agulhas, sangue, hematroses e etcs  não são nosso maiores problemas e sim a falta de humor.
(riso riso riso)

Anita de Souza



Forjados No Amor
  Anita Souza.  


Claro que está frase não é minha. É do cantor Jorge Vercilo. No aço do Rancor, se forja o amor... 

Hoje, eu vejo que tudo no mundo caminhou para isso... amor... 

Foi no aço da minha dor de descobrir a hemofilia do meu filho que nasceu a vontade de fazer a diferença, de alegar corações , de expressar oque sinto, tenho dois romances engavetados nunca tive coragem suficiente de me assumir como escritora.

Mas falar sobre hemofilia é tão natural como se escrevesse a muitos anos , os diários de uma mãe foram tão naturais. Não sei se minha alma se preparou para este dia., mas sei que cada lágrima hoje é uma gota de lembrança, que cada dia que meu pequeno chora menos meu coração se alivia mais, e sinto que talvez eu esteja acertando em alguma coisa...

...Mas mesmo assim quando vejo outra criança hemofilica com problemas dói em mim como se fosse o meu e de vez em quando tenho meus debates com deus a respeito disso. Sinto-me como mãe de todos, sinto a dor de todos. 

Mas não espero que ninguem entenda. Conversando com outras mães, sei que elas sentem da mesma forma. E me pergunto que forma de amor sublime é esta que nós faz amar e sentir isso por seres que não sairam de nosso ventre. 

Como podemos travar batalhas internas pelo que não é nosso. Então penseo que é isso que me faz entender o sentido maior do mandamento de Jesus, "amai ao próximo como a ti mesmo. 

 Somente a hemofilia me proporcionou este sentimento, muitos julgam-nos por diversos motivos, mas peço que um dia todos possam experimenta esse amor e forjar amos no aço do rancor. 

 Luz a todos diários de uma mãe com h


21 de setembro
MOSAICOS DE VIDAS




Hemofilia, hemofamilia, hemo coração, hemo vida, hemotiva, hemoarte... Hemovida... 

...Hemobirra, hemoalegria, hemoarte, hemofilhos, hemopais, hemomaes, isso não é nem metadedo que é ser hemofílico...
 se vida te der limões faça uma limonada... 

Mamães hemo mães juntos somos forte cada coração e peça perfeita de outro que encaixa o que é quebrado a gente junta e cola e faz um belo mosaico de sentimentos tamo junto na luta com nossos pequenos homens .

Que deus nos guarde e nos dê força o amor é tudo beijs em cada coração 


Anita de Souza
  1    2    3  4